Gripe canina: o que é, como prevenir e tratar

30 de outubro de 2020


Saiba identificar a gripe em cães e aprenda como proceder para livrar seu pet canino do problema.


Compartilhe:

Sintomas da Gripe Canina

Antes de falarmos sobre os sintomas propriamente ditos, é importante saber de uma informação: 2 a cada 10 cachorros infectados não desenvolvem os sinais clínicos da doença, ou seja, não sofrem com ela. Entretanto, ainda assim podem contaminar outros animais. Por isso a necessidade de exames regulares!

Os sintomas mais característicos da doença, são:

  • Tosse contínua – que pode ser confundida com engasgos, podendo ocorrer vômitos.
  • Coriza/corrimento nasal;
  • Espirros;
  • Febre;
  • Letargia;
  • Falta de apetite.

Ao detectar algum desses sinais, leve o seu companheiro para um médico veterinário. Afinal, além do perigo da traqueobronquite infecciosa, outras doenças também possuem sintomas, como a pneumonia.

 

Prevenção

Atualmente, as formas de prevenção contra a gripe canina são simples e muito eficazes. Elas giram em torno de duas grandes ações: a vacinação e o fortalecimento imunológico do animal.

Além disso, é importante também evitar o contato com animais infectados.

A vacinação contra a gripe canina faz parte dos protocolos comuns e iniciais de vacinação de filhotes caninos. Ou seja, basta você se assegurar que o cãozinho está devidamente vacinado, principalmente quando você adotar algum companheiro que passou algum tempo nas ruas ou com tutores descomprometidos.

O fortalecimento imunológico pode ser realizado atentando para a boa alimentação do animal, e com o reforço da suplementação, que pode ser manipulada sem maiores custos e complicações. Para essa última, consulte o médico veterinário e detecte quais nutrientes o animal necessita suplementação.

Tratamento da gripe canina

O tratamento é realizado a base de medicamentos específicos para o trato da doença e que auxiliam o fortalecimento do organismo do animal como um todo.

Em casos mais extremos, medicamentos específicos para o tratamento de órgãos debilitados devido ao avanço da doença também podem ser receitados pelo veterinário. É muito importante que todo o tratamento seja receitado por um médico veterinário, assim como o diagnóstico. Somente dessa forma é possível garantir uma recuperação rápida, efetiva e sem maiores complicações.

 

“Gripe” incomoda, mas com a devida atenção ela logo vai embora

Assim como para nós humanos, a doença pode causar muito desconforto e desânimo. Durante o início do tratamento, não se surpreenda se o animal ainda se mostrar cansado e em repouso. Permitir essas ações e não forçar a atividade física do animal, na maioria das vezes, são ótimos “remédios” para a recuperação do seu amigão. Mas mais uma vez: os médicos veterinários são essenciais em todo o processo!

 

 

Medicamentos Manipulados

Manipular medicamentos são ótimas alternativas para tornar todo o tratamento medicamento mais confortável e menos estressante para tutor e PET.