Pets também podem ser contaminados por leptospirose

11 de março de 2020

Por:


Doença é infecciosa, grave e pode ser evitada com vacinação. Saiba mais no artigo do médico veterinário Eduardo Ribeiro Filetti


Compartilhe:

A leptospirose é uma doença infecciosa considerada grave, sendo causada por uma bactéria denominada Leptospira sp, que está presente na urina do rato. Esta doença acomete homens e animais quando entram em contato com a lama ou água que contenha a Leptospira, pois esta penetra no organismo através dos ferimentos da pele, ou mesmo na pele íntegra ou ainda pelas mucosas (nariz, ânus, olhos, interior da boca, etc.) A bactéria Leptospira pode sobreviver muito tempo em local úmido e sombreado, portanto para prevenir este mal, deve-se evitar o máximo de contato com esgotos e águas de enchentes.

Na impossibilidade de evitar isto deve-se usar luvas e botas de borracha ou ainda sacos plásticos nos pés e nas mãos. Combater os ratos e camundongos e vacinar os cães, são meios de prevenção e combate desta doença. Segundo a Organização Mundial de Saúde, existem 10 roedores para cada ser humano, por isso é muito importante se recuperar o meio ambiente para evitar a multiplicação dos mesmos, portanto segue abaixo algumas medidas para se eliminar as fontes de abrigo e alimentos destes animais.

Evitar acúmulo de objetos inúteis e entulho nos quintais; manter o mato roçado; conservar caixas d água, ralos e vasos sanitários bem fechados com tampas; acondicionar devidamente o lixo, armazenando-o longe do solo; colocar o lixo para coleta pouco antes do lixeiro passar; manter limpos e desmatados os terrenos baldios e córregos; fechar buracos entre telhas, paredes e rodapés; não deixar restos de comida dos animais nas vasilhas por muito tempo; colocar sainhas de metal em volta das calhas. Se for necessário, usar veneno para combater os roedores.

Entretanto, nunca usar veneno líquido, pois a sua ação é instantânea e não possui antídoto, além de perigoso é ilegal. O ideal é que os animais sejam vacinados anualmente contra todas as doenças, evitando assim o contágio de uma leptospirose, por exemplo. Nos seres humanos, os sintomas iniciais da Leptospirose é como uma gripe. Nos animais, ocorre apatia, vômito, diarreia e icterícia (quando as mucosas e a pele ficam amareladas). Isto ocorrendo, procure urgentemente um médico veterinário.

 

leptospirose animal

Durante os períodos de muita chuva, cuidados com a saúde dos animais é essencial, assim como é feito com os humanos. Foto: Pixabay

Eduardo Ribeiro Filetti é médico veterinário e professor universitário, mestre em Saúde Pública, pós-graduado em Saúde Pública , pós-graduado em Clínica Veterinária, pós-graduado em Cirurgia Médico Veterinária, radialista e apresentador do programa diário Ação e Reação