Tartaruga é encontrada morta em praia de Peruíbe-SP

13 de setembro de 2019

Por:


Encontro do animal foi durante ação da Ong Ecomov, na Praia do Costão, no último domingo (8)


Compartilhe:

A equipe da ONG Ecomov (Ecologia em Movimento) está acostumada e encontrar lixo e animais marinhos mortos nas praias do litoral paulista – por falta de conscientização ambiental.

No entanto, esses casos ainda chocam os voluntários.

No último domingo (8), em Peruíbe/SP, foi encontrada uma tartaruga da espécie cabeçuda, ou Caretta caretta.

“Os urubus estavam em cima e os afastamos, pois a cena era muito chocante e o cheiro forte também. Ela deve ter chegado naquele local após a ressaca e, provavelmente se prendeu nas pedras e acabou morrendo ali mesmo, sem monitoria, sem atendimento”, supõe Rodrigo Brandão Azambuja, presidente da Ecomov.

A suspeita, segundo Azambuja, é de que o réptil tenha sido devorado ainda vivo.

“Havia fezes de urubus nas pedras e isso pode indicar que a tartaruga tenha sido devorada enquanto estava presa as pedras”.

 

tartaruga Caretta caretta

Cena chamou atenção e chocou os voluntários presentes na praia. Foto: Divulgação/Ecomov

 

Falta de cuidado

De acordo com o presidente da Ecomov, essa cena tende a se repetir enquanto houver falta de atenção com a limpeza e monitoria no local.

Dessa forma, os animais marinhos acabam tendo contato com microplásticos, que são um dos principais poluentes dos oceanos.

Entretanto, esse caso não é um fato isolado. Azambuja conta que no último dia 21 de agosto duas tartarugas verdes (Chelonia mydas) foram resgatadas na praia do Costão.

Ação ocorreu após Rodrigo solicitar apoio aos guarda-vidas. Eles, por sua vez, entraram em contato com uma Instituição para retirar os restos do animal das pedras.

Mutirão

No mesmo dia em que a tartaruga foi encontrada, a equipe de voluntários da Ecomov recolheu mais de 350 quilos de lixo.

Entre os materiais colhidos estavam plásticos, restos de redes, garrafas entre outros.

Além da praia do Costão, os voluntários foram às praias do Índio e Prainha.

E, ainda, foram encontradas bolinhas de enfeite de natal no mar, identificadas como sendo as que caíram de um dos contêineres do navio Log In Pantanal, em 2017.

Quem quiser colaborar com a ONG Ecomov ou obter mais informações pode entrar em contato no telefone (13) 98145-1698.

 

mutirão ecomov

Poluição plástica representa graves riscos à vida marinha. Foto: Divulgação/Ecomov